Destaques
recent

O Estudo da CNBB 97: Iniciação à Vida Cristã. Você conhece?

O estudo do Documento 97 da CNBB é  o primeiro passo pra você deseja colocar em pratica o que nos pede aparecida “abandonar as ultrapassadas estruturas que já não favoreçam a transmissão da fé” e a uma “conversão pastoral e renovação missionária...” (no. 375; cf 172-173; 11, 450...). Ora, assumir com seriedade, eficiência e eficácia o complexo e difícil processo da Iniciação à Vida Cristã é um esforço para colocar em andamento as arrojadas, corajosas e intrépidas propostas do Diretório Nacional de Catequese, de Aparecida, da Missão Continental...

É interessante notar que em todo o texto de Aparecida aparecem 46 vezes as palavras “estrutura” ou afins, mas a maioria absoluta se refere às “estruturas sociais... injustas... de pecado...”. Apenas umas poucas vezes o termo se refere às mudanças de “estruturas dentro da Igreja” (e esse nº. 375 é uma delas...). É mais fácil falar para os outros!
O esquema fundamental do Estudo da CNBB 97, Iniciação à Vida Cristã,  fruto da última Assembléia e lançado durante a III SBC, entre tantas possibilidades, tomou como ponto de partida o insistente pedido de Aparecida: “Impõe-se a tarefa irrenunciável de oferecer uma modalidade [operativa!] de iniciação cristã, que além de marcar o que, dê também elementos para o quem, o como e o onde se realiza. Dessa forma, assumiremos o desafio de uma nova evangelização, à qual temos sido reiteradamente convocados” (nº 287). Acrescentando-se mais um elementos (por quê?), o texto ficou estruturado com esses 5 capítulos:
I – Iniciação à vida cristã: por quê? - Motivações
II –Iniciação à vida cristã: o que é? – Natureza
III – Iniciação à vida cristã: como? - Metodologia
IV – Iniciação à vida cristã: para quem? – Destinatários - Interlocutores
V – Iniciação à vida cristã: com quem? onde? – Agentes e Lugares.

Embora sejam categorias marcadamente distintas, entretanto elas se completam e estão intimamente relacionadas. Assim sendo, por vezes, ao tratar de uma delas, já se começa a falar da outra e vice-versa, como fica evidente no I capítulo. Pode parecer repetitivo, mas são realidades que não podem ser tratadas sempre independentes entre si.

Após reflexões e decisões da comissão encarregada de elaborá-lo, o texto foi redigido por cinco pessoas diferentes [1]. A seguir tentou-se unificar a redação num único estilo e assim, retornou à comissão que o reviu, corrigiu, complementou e documentou. Apesar desse esforço, ele ainda apresenta falhas e lacunas, repetições, imperfeições redacionais e conceituais Isso tanto do ponto de vista teológico, como litúrgico, pastoral, catequético e metodológico.
Pe. Luiz Alves de Lima, sdb
Você encontra o documento em qualquer livraria católica, bom estudo
Joylson Carvalho

Joylson Carvalho

Web Developer, catequista por vocação desde 1998. Desde 2011 tenho me dedicado a estudos, vivências e praticas da IVC, desde então tenho ajudado na implementação da Iniciação a Vida Cristã com inspiração catecumenal, nas comunidades da arquidiocese de Manaus.

Comentários
0 Comentários

Olá, se esse post ajudou você de alguma forma, deixe seu comentário ele é muito importante para nós.!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá, se esse post ajudou você de alguma forma, deixe seu comentário ele é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.