Destaques
recent

Celebração da Eleição ou Inscrição do Nome

Rica - [133]. No princípio da Quaresma, que é a preparação próxima da iniciação sacramental, celebra-se a «eleição» ou «inscrição do nome». Os padrinhos e os catequistas dão o seu testemunho, os catecúmenos confirmam a sua determinação e a Igreja emite o seu juízo sobre o estado de preparação dos mesmos e decide se podem ou não aproximar-se dos sacramentos pascais.


Rica - [134]. Com a celebração da «eleição» encerra-se o catecumenado propriamente dito, e portanto a longa disciplina que forma o espírito e o coração dos catecúmenos. Por consequência, para que alguém possa ser inscrito entre os «eleitos», requere-se que tenha fé esclarecida e a vontade deliberada de receber os sacramentos da Igreja. Feita a eleição, o eleito será incitado a seguir a Cristo com maior generosidade.

Obs.: A Celebração de Inscrição do Nome realiza-se no período quaresmal antes dos escrutínios, portando no  1º  ou 2º Domingo da Quaresma 

Apresentação dos candidatos

143. Terminada a homilia, o sacerdote encarregado da iniciação dos catecúmenos ou o diácono, um catequista ou um delegado da comunidade faz a apresentação dos candidatos, com estas palavras ou outras semelhantes:

Animador (catequista): Padre “N”, ao aproximarem-se as solenidades pascais, os catecúmenos aqui presentes, confiados na graça divina e ajudados pela oração e exemplo da comunidade, vêm pedir para serem admitidos aos sacramentos do Batismo, da Confirmação e da Eucaristia, depois de feita a preparação e de celebrados os escrutínios.

Padre: Aproximem-se os que vão ser eleitos e também os seus introdutores padrinhos (e madrinhas).

Faz-se então a chamada de cada candidato pelo seu nome. Ele aproxima-se, acompanhado pelo padrinho (e madrinha), e coloca-se diante do celebrante. Se os catecúmenos forem muito numerosos, faz-se a apresentação de todos ao mesmo tempo, por exemplo, apresentando cada catequista os seus. Neste caso, sugere-se que os catequistas, numa celebração prévia, façam a chamada individual de cada candidato, antes de tomarem parte no rito comunitário.

144. O celebrante, se não tiver tomado parte na deliberação prévia (cf. n. 137, p. 81), dirige-se aos presentes, com estas palavras ou outras semelhantes:

Padre:  A santa Igreja de Deus deseja ter a certeza de que estes catecúmenos estão preparados para serem admitidos no número dos eleitos que vão celebrar a iniciação cristã nas próximas festas pascais.

E, dirigindo-se aos padrinhos: Neste sentido me dirijo a vós, padrinhos (e madrinhas) e introdutores, para pedir o vosso testemunho: Sabeis se estes catecúmenos foram fiéis em escutar a palavra de Deus que a Igreja lhes anunciou?

Padrinhos: Sim, foram fiéis.

Padre: Começaram a pôr em prática a palavra que escutaram vivendo sob o olhar de Deus?
Padrinhos: Sim, começaram.

Padre: Viveram em comunhão fraterna e entregues à oração?
Padrinhos: Sim, viveram.

Depois, se as circunstâncias o justificarem, o celebrante pergunta a toda a assembleia se está ou não de acordo, dizendo estas palavras ou outras semelhantes:

Padre: E vós, irmãos, estais de acordo com a admissão destes candidatos aos sacramentos da iniciação cristã?
Todos: Sim, estamos de acordo.

Interrogação dos candidatos e inscrição do nome

146. O celebrante, voltando-se para os catecúmenos, faz-lhes uma admonição e interroga-os com estas palavras ou outras semelhantes:

Padre: A vós me dirijo agora, caros catecúmenos. Os vossos padrinhos (e madrinhas) e introdutores, catequistas (e toda a comunidade) deram bom testemunho a vosso respeito. Confiando nesse testemunho, a Igreja, em nome de Cristo, chama-vos aos sacramentos pascais. Desde há muito que tendes escutado a voz de Cristo. Respondei agora perante a Igreja e manifestai os vossos sentimentos, dizendo-me:

Padre: Quereis receber os sacramentos da iniciação cristã, isto é, o Batismo, a Confirmação e a Eucaristia?
Catecúmenos: Sim, queremos.

Padre: Apresentem-me o livro dos eleitos onde o nome de vocês foram escritos.
Animador: Senhor padre aqui estão livro com os nomes dos eleitos

Admissão ou eleição

147. Terminada a inscrição dos nomes, o celebrante, depois de explicar aos presentes, em breves palavras, a significação do rito que acaba de ser realizado, volta-se para os candidatos e diz estas palavras ou outras semelhantes:

Padre: N. e N., declaro vocês eleitos para serem iniciados nos sagrados ministérios na próxima vigília pascal ou quando a igreja julgar conveniente.

Catecúmenos: Graças a Deus

E o celebrante continua: Deus é sempre fiel ao seu chamado e nunca lhe negará a sua ajuda. Vocês devem se esforçar para serem fiéis a ele e realizar plenamente o significado desta eleição.

Voltando-se, depois, para os padrinhos, o celebrante fala-lhes com estas palavras ou outras semelhantes:

Padre: Estes catecúmenos, de quem vocês deram testemunho, foram confiado a vocês no Senhor. Acompanhem-nos com o auxílio e o exemplo fraterno até os sacramentos da vida divina.

E convida-os a porem a mão no ombro dos candidatos que tomam ao seu cuidado ou a fazerem outro gesto que tenha a mesma significação.

148. E m seguida, a comunidade ora pelos eleitos com estas palavras

Padre: Queridos irmãos e irmãs, preparando-nos para celebrar os mistérios da paixão e ressureição, iniciamos hoje os exercícios quaresmais. Os eleitos que conduzimos conosco aos sacramentos pascais esperam de nós um exemplo de conversão. Roguemos ao Senhor por eles e por nós, a fim de que nos animemos por nossa mutua renovação e sejamos dignos das graças pascais.

Oração da Assembleia (preces da comunidade)

149. Terminadas as preces, o celebrante, de mãos estendidas sobre os eleitos, conclui com esta oração:

Padre: Senhor nosso Deus, que sois o criador e o restaurador do género humano, olhai com bondade para aqueles que chamais à filiação divina, e juntai estes novos membros ao povo da nova Aliança, para que também eles se tornem filhos da promessa e, assim, o que não conseguiram por natureza tenham a alegria de o alcançar pela graça. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.
Todos: Amem.

Continua a missa normalmente.

Despedida dos eleitos (Ao final da celebração)

Caríssimos eleitos: Começastes conosco esta caminhada da Quaresma. Cristo será para vós o Caminho, a Verdade e a Vida, sobretudo quando, nos próximos escrutínios, estivermos todos de novo reunidos. Agora ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
Eleitos: Graças a Deus.


FONTE: RICA
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá, se esse post ajudou você de alguma forma, deixe seu comentário ele é muito importante para nós.

Tecnologia do Blogger.